quarta-feira, 30 de junho de 2010

Canções tradicionais portuguesas

PARTINDO-SE
 (João Roiz de Castelo Branco)

Senhora, partem tão tristes
Meus olhos por vós, meu bem!
Que nunca tão tristes vistes
Outros nenhuns por ninguém!
Partem tão tristes, os tristes,
Tão tristes e tão saudosos!
Tão saudosos...
Tão doentes da partida,
Tão cansados e tão chorosos!
Da morte mais desejosos,
Cem mil vezes que da vida!
Partem tão tristes, os tristes,
Tão fora de esperar bem!
De esperar bem...
Que nunca tão tristes vistes
Outros nenhuns por ninguém!

2 comentários:

JPD disse...

O mérito da divulgação do Cancioneiro é fazer-nos lembrar canções que deixaram de ser ouvidas.

Um abraço

São disse...

Lindissimo poema dos primórdios da História portuguesa.

Boa semana.